quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Jurassic Park





















































Eu ia deixar para escrever sobre este filme depois, mas a morte da mente por traz da idéia me fez querer comentar com vocês sobre o meu filme predileto.
Em 1993, minha mãe estava levando eu e meu irmão ao cinema para ver Tartarugas ninjas 3 (se não me engano), mas na porta do cinema eu me lembro de ver o enorme símbolo do Jurassic Park pintado na parede e implorar para que ela me deixasse ver o filme com dinossauros, eu tinha 7 anos e o meu irmão tinha 6, eu me lembro de encher tanto a paciência da dela que ela acabou aceitando. Esta é a primeira lembrança que tenho de ir ao cinema, mesmo que eu já tivesse ido antes.


















O filme já havia iniciado e nós perdemos apenas o comecinho até a parte da mina de Âmbar, nós nos sentamos no meio da sala, mas nas cadeiras mais do fundo, eu me lembro que por ser muito novo eu não conseguia acompanhar as legendas e minha mãe às vezes me atualizava sobre as falas (por causa disso até hoje eu imagino a enzima da qual os Dinos eram deficientes como um líquido Azul!) se fosse hoje em dia, primeiramente eu nunca teria entrado para ver o filme, e segundo eu estaria incomodando muita gente fazendo ela sussurrar as falas para mim! O tempo todo mesmo sem poder acompanhar os diálogos direito eu fiquei vidrado na tela, eu não desgrudava os olhos! E assim que o helicóptero pousou na ilha ao som daquela fantástica trilha sonora e o Dr. Alan Grant embarcou naqueles jipes atravessando uma cerca gigante de aço eu tive uma visão que moldou quem eu sou agora, um Lindo, Magnífico e GIGANTESCO Brachiossauro surgiu na tela caminhando calmamente, eu me arrepio de emoção até hoje ao ver esta cena e é por causa daquele momento vendo ela pela primeira vez que Jurassic Park é até hoje o meu filme preferido! Eu sinto pena das gerações seguintes que não puderam ter esta experiência, porque foi algo único e que me fez ver quão mágico o mundo pode ser.

O resto do filme, foi espetacular, me empolguei com o tricerátops e quis desesperadamente deitar nele como o Dr. grant fez, eu também queria ver o T-rex e me arrependi amargamente por isso quando ele escapou e tentou comer o Tim, eu morri de tensão na inesquecível cena dos velociraptors na cozinha e fiquei apavorado e aliviado com a aparição fantástica do T-rex para salvar todo mundo no final!

Jurassic Park marcou a minha vida como uma experiência realmente mágica no cinema e eu agradeço que em 1993 um garotinho de 7 anos tinha permissão para entrar num filme deste, porque eu acho que não seria a pessoa que sou se toda esta magia não tivesse sido sentida.

Curiosidade via Wikipédia

• A Ilha Nublar foi o local onde ocorreram os eventos de Jurassic Park, tanto no livro quanto no filme. Nessa ilha da Costa Rica se localizavam as instalações originais do Parque dos Dinossauros. John Hammond, o dono do parque, não havia poupado despesas para realizar seu sonho de clonar dinossauros.
• No livro Parque dos Dinossauros, de Michael Crichton, o personagem John Hammond anuncia orgulhoso que o guia turístico do parque é o ator Richard Kiley, conhecido nos Estados Unidos. No filme, o diretor Steven Spielberg convidou o próprio Richard Kiley para interpretar a si mesmo nesta cena.
• Em determinada cena do filme, um copo d'água quebra com o estrondo provocado pelos passos dos dinossauros. Na verdade, o copo foi quebrado utilizando uma nota aguda de guitarra, que deu à cena a exata idéia que o diretor Steven Spielberg queria.
• O ator William Hurt chegou a ser convidado para interpretar o Dr. Alan Grant, mas recusou o papel sem nem mesmo ler o roteiro original do filme.
• É a 7ª maior bilheteria de todos os tempos, com mais de US$919 milhões de dólares arrecadados. Na época, foi o filme mais assistido da história, mas em março de 1998 perdeu esse título para Titanic, lançado em dezembro de 1997. Este último arrecadou US$1,848 bilhão de dólares, ou seja, se tivesse arrecado um milhão de dólares a mais, teria exatamente o dobro de Jurassic Park.

Trailer do filme onde tudo que eles mostram dos dinossauros sãos pequenas partes dos animatrônicos, nos deixando embasbacados quando vemos os dinossauros completos pela primeira vez no cinema com realismo inimaginável para a época!

2 Comentários:

Rui disse...

Alguém que percebe a verdadeira essência do parque :) foi um prazer ler um comentário tão claro :)

Daniel disse...

Foi muito prazeroso escrever sobre o filme também, poder relembrar os sentimentos que ele causou é sempre bom...

Postar um comentário

Toca 42 © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO